Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

07.Out.11

A feira da maratona de Munique

Uma das primeiras impressões que tive sobre esta maratona foi: "bolas, esta inscrição saiu cara!!!" Hoje percebi que, de facto, saiu cara, mas compensa! E porquê? Principalmente porque nos dá acesso a um evento que, de facto, não estamos habituados. Estamos habituados a pagar muito pouco pela participação numa corrida, muito pouco mesmo. Contudo, numa corrida temos quase sempre presentes os meios humanos essenciais para que tudo corra bem, desde autoridades, bombeiros, médicos, abastecimentos de água... e de facto fazemos muito com muito pouco. A organização de uma corrida envolve muitos meios, dos quais grande parte nem nos damos conta que existem e obviamente têm de ser pagos. Claro que existem patrocínios, publicidades e afins. Mas ter acesso a um evento desta dimensão dá-nos uma outra visão e abre-nos o leque das possibilidades a que podemos aceder se as coisas forem pensadas a uma outra escala.

Ouvi aqui há uns tempos falar da Rock'n' Roll Marathon Series, que vai trazer a Portugal um novo conceito de evento, na meia maratona de Lisboa, no dia 30 de Setembro de 2012. Tenho algumas reservas quanto ao evento, mas vou com certeza estar presente, pois ou muito me engano ou vai trazer uma lufada de ar fresco ao tipo de eventos que temos oportunidade de receber no nosso país, onde só nos falta um pouco mais de criatividade, de abrir um pouco os cordões à bolsa, em prol da promoção de dentro para fora das excelentes características que o nosso país tem para ter corridas famosas a uma escala verdadeiramente planetária!

Amanhã vou voltar ao evento, fazer mais uns contactos interessantes, experimentar uns equipamentos aqui e ali que hoje me ficaram atravessados (sim, deixam-nos fazer test-drives a acessórios, vestuário, etc), provavelmente vou gastar mais algum dinheiro, mas voltar para casa com certeza mais rico! E isto, meus amigos, não tem preço.
06.Out.11

Em directo de Munique

image Em directo de Munique, a aproveitar a wireless do Starbucks, já que os planos para comprar um cartão de dados falharam... O que posso dizer para já é que esta é, de facto, uma cidade fantástica em quase todos os aspectos. E cheia de história, para o melhor e o pior. Estão (ainda) uns agradáveis 22 graus, mas as melhores previsões apontam para máximas de 8 graus no domingo, dia da maratona... máximas, porque a mínima de manhã andará perto de zero! É o que eu chamo um bom desafio ;-) Como a partir de hoje não se treina mais, amanhã devemos ir a Dachau (para quem não conhece foi o primeiro campo de concentração construído, que serviu de modelo e centro de treino para as patentes que depois iriam para os outros campos) e depois finalizar o dia já chuvoso pela cidade. Como não há dados, não vou transmitir a corrida em directo no Facebook, mas fica prometido o relato logo que me for possível. Abraços a todos e até breve. Auf Wiedersehen
04.Out.11

Maratona de Munique, aqui vamos nós!

Chegou o dia da partida... e já aqui no aeroporto, enquanto aguardamos a hora do vôo que nos vai levar para Munique, recebi um sms de incentivo que a meio dizia assim: "o nosso limite é aquilo que definimos" (obrigado Teresa).

Com muita razão, o nosso limite - posso dizer - não tem limite. Desta vez, decidimos que seria uma maratona, mas poderia ser uma outra coisa qualquer. A cada nova etapa na nossa vida que decidimos ir um pouco mais além, aumentamos as nossas capacidades, alargamos a nossa zona de conforto.

A caminho de fazer a minha primeira maratona já no dia 9, gostava de partilhar convosco uma citação que, na minha opinião, traduz tudo o que sinto quando corro... na realidade, quando corro e estou comigo próprio:

"Se alguma vez já foste um corredor e desfrutaste da corrida de manhã cedo, quando o ar é fresco e renovado e todos regressam do sono, despertando, estavas a correr e o teu corpo a funcionar de uma forma bela, sentias-te tão vivo... chega o momento em que o corredor desaparece e fica apenas a corrida. O corpo, a alma e a mente funcionam em conjunto e liberta-se o orgasmo interior. Na minha opinião o corredor pode aproximar-se da meditação mais que outra pessoa qualquer."

in Meditação - A primeira e última liberdade, Osho

 

Até à próxima semana :)

Pág. 3/3