Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qua | 27.07.16

Pokémon GO! Uma ajudinha para os 10.000 passos diários

José Guimarães
Apesar de ser cada vez mais habitual vermos pessoas a correr e a caminhar, a verdade é que ainda há muita gente sedentária, ou seja, pessoas que não praticam qualquer tipo de atividade física, muito menos de forma regular. São pessoas que não saem de casa para dar um passeio sequer e preferem ficar em casa sentadas no sofá, a ver televisão, ou a jogar computador. Mas até à semana passada, parece que até entre estas pessoas, algo mudou. Porquê? A não ser que vivam noutro planeta, certamente já ouviram falar do lançamento do Pokémon GO. Na verdade, este jogo tem visto várias versões desde 1995, mas esta última versão virou moda como nunca antes visto. Tal como todos os bons jogos mobile, também o Pokémon GO foi criado para ser divertido e viciante. No entanto, a este jogo foi adicionado um fator "social" e proativo, pois faz com que as pessoas tenham que sair de casa para o jogar. O Pokémon GO usa tecnologia tipo geocaching para mostrar onde estão os PokéStops e os próprios Pokémons. Quando nos aproximamos de um Pokémon, podemos ver relva a mexer, o telemóvel pode vibrar ou eles simplesmente aparecem. O Pokémon GO usa então a câmara do telemóvel, para criar uma experiência de realidade aumentada, que faz com que possamos capturar as criaturas no nosso mundo real. Tirando o facto de ser um jogo no telemóvel, não podemos colocar de parte o facto de ser um jogo que recompensa o facto das pessoas serem ativas (e proativas). Provavelmente alguns de vocês que estão a ler isto até gostariam de fazer umas caminhadas, mas como são viciados nos jogos de computador e não há nada mais interessante do que isso, nunca o fizeram. Mas agora com o Pokémon GO têm mesmo de caminhar para encontrar os Pokémons. E foram muitos os relatos que li durante o fim de semana de dezenas de pessoas que, durante dia e noite encheram jardins e outros locais públicos à caça de Pokémons e que, graças a isso, disseram que caminharam alguns quilómetros. Provavelmente até existirão por aí aquelas pessoas que normalmente vão às compras de carro e que, graças ao Pokémon GO, agora até escolhem ir a pé. Mesmo que os jogos de telemóvel não sejam a vossa praia e estejam naquela fase de tentar encontrar uma motivação para o objetivo diário dos 10.000 passos, tenho que vos encorajar a experimentar o Pokémon GO. Porque se não for por outro motivo, talvez isto vos inspire a sair à rua para uma caminhada. E quem sabe daqui a uns tempos não vão dar convosco a contar o tempo que falta até à hora do almoço ;) Boa sorte, boas caçadas e boas caminhadas... e cuidado ao atravessar a estrada!
Qua | 27.07.16

Dicas para gozar o tempo a mais

José Guimarães
  1. Scrimp and scrounge. If you have a change-jar, empty it immediately and take out all the big coins, then put all the smaller ones back in so it looks like you took nothing. This is your “petty cash” which can be used for frivolous expenditure that requires small change, such as public transport and coffee. That way, you’re not touching your fragile bank account and spending any of your “real” money. 2. Embrace the outdoors. It is summer, so take advantage of the fact that you can be outside. The best two things that come from this are the freedom to exercise (see point three) and the ability to tan hard. Everyone else is indoors, wearing suits, sweating it out – you, on the other hand, are on the beach or at the park between 11 a.m. and 2 p.m. soaking up key afternoon rays. When it gets to the weekend they will be so stunned by your summertime glow that your unemployment will be totally overlooked! Hurrah! 3. Get fit. No time like the present, and no more room for the excuse that you have no time. You have all the time in the world! Aren’t you so lucky? So you can’t afford a gym membership or fancy equipment, but you have feet and legs and surely a pair of sneakers gathering dust somewhere, so get out there and run the blues away. I am training for a half-marathon. If you know me, which I imagine some of you feel like you do at this point, you will understand how insurmountable this seems as I am basically a human slug with the fitness levels of such. However, when you’re FUN-employed, there ain’t no mountain high enough and all that jazz. Again, when the weekend rolls around and you appear with your dynamite legs, people won’t care where you go or don’t because they’ll only want to hear about your incredible training program and fitness regime. Which brings me nicely to point four. 4. Get healthy: Not in a crazy, skinny girl kind of way, but in a taking-advantage-of-your-situation kind of way. You’re watching the pennies, so you’re not eating out which means you are cooking at home, which means you are completely in control of what you are putting into your body. You also can’t afford fancy fatty foods so stock up on healthy foods that you can bulk-buy, and finally kick-start that diet you’ve been banging on about since January. I always find this is so much harder to do in an office environment because there’s the temptation to buy something for lunch, to munch on snacks in the coffee room, to go out for drinks after work, etc. – but when you’re a total loner with no one to hang out with, you can eat really healthily and cheaply and not have anyone bug you because you’re using low-cal spray instead of olive oil. Take advantage of the solidarity while you have it! And again, the payoff lies in the weekend when you can smugly regale everyone with your new collection of recipes that are making you feel so zen and relaxed, you don’t miss work at all! http://www.irishcentral.com/news/irishvoice/A-guide-to-FUN-employment---enjoying-time-between-jobs.html?utm_source=outbrain&utm_medium=content&utm_campaign=paid