Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Ter | 20.02.18

Como o stress contribui negativamente para uma boa forma física... e mental

José Guimarães

homem_trabalho_stress_corrida_desedentarioamaraton

Imagem: www.terasoft.it 

 

Os últimos tempos pelos meus lados têm sido extenuantes. Tenho trabalhado muito e treinado pouco. Por um lado ainda bem. Mas não me recordo de andar tão cansado como nestes últimos tempos. Acho que nem quando treinava diariamente para o Ironman (muitas vezes 2x/dia) andava neste estado. E a juntar-se a este ritmo, aparece o stress, como potenciador de muitos males. Passo a explicar.

 

É um facto! Todos sabemos que o stress afeta negativamente o nosso estado mental. E, embora não pareça, também afeta a nossa forma física. Mais do que julgamos ser possível. É certo que uma corridinha ao nascer do sol, ou ao fim do dia, podem ajudar a baixar os níveis de stress. Mas quando não conseguimos desligar dos afazeres e das chatices do trabalho, qualquer sessão de treino se torna menos eficaz. Se sentirem que têm o cérebro a "fritar" ao fim do dia, é muito provável que também os vossos músculos estejam cansados quando chegarem ao ginásio para treinar.

 

E é por estar a sentir isto na pele vezes demais e por gostar de saber exatamente o que me está a acontecer, que fiz umas pesquisas e cheguei a informações interessantes que agora aqui partilho. Partilho para que possam também ter este conhecimento, mas principalmente para que tentem evitar ao máximo esta autêntica epidemia do séc. XXI.

 

1. O stress prejudica a memória de trabalho

O stress afeta negativamente a memória a curto prazo, a longo prazo e a memória de trabalho. Esta última é aquela que nos dá a capacidade de processar várias informações em simultâneo. Quanto mais stressados estivermos, menos capacidade de processamento vamos ter. E se temos menos capacidade de realizar até as tarefas mais simples, o mesmo vai acontecer com o exercício físico. Se o nosso cérebro está a lutar para conseguir processar informação, vamo-nos sentir fatigados mais cedo, tanto fisicamente como mentalmente.

 

2. O stress prejudica a concentração

Níveis altos de stress afetam negativamente as capacidades cognitivas e de percepção, bem como a capacidade de concentração. Como quando estamos stressados estamos mais preocupados com as fontes desse stress, teremos menos recursos para desempenhar  corretamente as nossas tarefas. 

 

3. O stress prejudica a coordenação motora

A área do cérebro responsável por estes processos é o cerebelo.Quando estamos expostos a níveis elevados de stress, o cerebelo é afetado, causando tensão muscular, capaz de prejudicar a performance física, aumentando a possibilidade de lesão e diminuindo a capacidade de regeneração muscular.

 

4. O stress compromete a acuidade visual

O stress pode interferir negativamente com a capacidade visual e a percepção. Níveis elevados de stress podem provocar espasmos musculares e até mesmo cegueira temporária. O aumento dos níveis de adrenalina pode causar um aumento da pressão ocular, acompanhada de visão turva ou dupla, distorcida, etc. Quando estamos stressados, as pupilas dilatam e os músculos da face contraem-se, causando a constrição dos vasos sanguíneos que irrigam os olhos, o que, além dos sintomas que já referi, pode originar também enxaquecas.

 

5. O stress prejudica os ganhos físicos

Se os vossos níveis de stress estão elevados, vai ser mais difícil atingirem os vossos objetivos físicos. Quando estão a seguir um plano de treinos adequado, o vosso corpo adapta-se, por forma a vos ser possível atingir o vosso objetivo. Uma das formas de medir essa adaptação é, por exemplo, medir o VO2 máximo, que é a capacidade que os pulmões têm de captar e utilizar o oxigénio. Já se comprovou que, pessoas sujeitas a elevados níveis de stress, verificam um menor aumento do VO2 máximo, comparativamente a pessoas não sujeitas a uma vida stressante.

 

6. O stress prejudica a recuperação

O exercício em sí é uma forma de stress para o corpo. No entanto, com os períodos de recuperação, damos tempo ao corpo de regenerar. Só que quando estamos sob o efeito de stress crónico, essa regeneração não tem forma de acontecer. O corpo sabe como matar células perigosas, retardar o envelhecimento, combater infeções, curar feridas e lesões e até unir de novo ossos partidos. No entanto - e isto é muito importante - nenhum destes mecanismos funcionará sob stress.

 

7. O stress aumenta o risco de lesão

Fazer exercício sob stress aumenta consideravalmente o risco de lesão. Isto pode ser resultado de déficit de atenção, tensão muscular, ou outros sintomas que já referi antes. 

 

8. O stress prejudica a perda de peso

O stress está relacionado com o aumento do risco de doença cardiovascular, bem como aumento da gordura corporal ou de peso em geral. Isto porque o stress altera a forma como a gordura é armazenada no nosso corpo. Quando o stress é elevado, os níveis de cortisol também são, o que faz com que o corpo armazene mais gordura para ser utilizada como fonte de energia. Se a isto juntarmos as noites de sono mal dormidas, podemos concluir que não será fácil estabelecer um regime saudável para perder peso.

 

9. O stress prejudica a motivação

É natural que a vossa motivação para fazer exercício seja nula, depois de um dia de trabalho stressante. Estudos demonstraram que a maior parte das pessoas sujeitas a uma vida stressante perde a vontade de fazer qualquer tipo de atividade física, apostando mais numa vida sedentária. No entanto, como já disse, não fazer exercício quando os níveis de stress estão elevados também não é bom, já que está mais do que comprovado que a atividade física regular é capaz de baixar os níveis de stress.

 

10. O stress esgota os recursos emocionais

Se se sentem a ferver em pouca água quando os vossos níveis de stress estão elevados, é normal. Quando estamos sob stress, temos menos recursos emocionais disponíveis e estamos menos tolerantes perante os altos e baixos da vida. Níveis elevados de stress vão também afetar negativamente a auto estima, o que deixa qualquer um desmotivado e, claro está, prejudicar os vossos objetivos.

 

Além destes fatores, muitos mais efeitos negativos acontecem quando estamos expostos a elevados níveis de stress. Por tudo isto e muito mais, evitem ao máximo situações que vos possam causar stress. Afastem-se, respirem fundo, meditem... eu vou tentar fazer o mesmo. 

 

Acho que o próximo post bem pode ser sobre ferramentas para combater o stress! :)